quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Um Amor Puro - Só Pra Contrariar




O que há dentro do meu coração
Que eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
São tuas até morrer

E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que foi bom
Um amor tão puro que ainda nem Sabe a força que tem
É teu e de mais ninguem

Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história

Aqui o noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul

Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguem

Um amor puro...

Composição: Djavan


Tão Só - Só Pra Contrariar



Eu fiquei sozinho
Mais uma noite sem você
Triste, sem carinho
Com tanta coisa pra esquecer

Tão só, tão só
Meus sonhos se perderam
Num momento em que você me disse adeus
Tão só, tão só
Eu me acostumei a ver a vida
Pela luz dos olhos teus

Se não me queria
Não sei por que me conquistar
Se era fantasia
Po rque me fez apaixonar
Tão só, tão só
Meus sonhos se perderam
Num momento em que você me disse adeus
Tão só, tão só
Eu me acostumei a ver a vida
Pela luz dos olhos teus

Você falou de amor
Me iludiu e depois foi embora
Você falou de amor
Me usou e depois jogou fora

Composição: Chico Roque, Carlos Colla



Depois do Prazer - Só Pra Contrariar





Tô fazendo amor com outra pessoa
Mas meu coração vai ser pra sempre teu
O que o corpo faz, a alma perdoa
Tanta solidão, quase me enlouqueceu

Vou falar que é amor
Vou jurar que é paixão
E dizer o que eu sinto
Com todo o carinho, pensando em você

Vou fazer o que for
E com toda a emoção
A verdade é que eu minto,
Que eu vivo sozinho, não sei te esquecer

E depois acabou, ilusão que eu criei
Emoção foi embora e a gente só pede pro tempo correr
Já não sei quem amou, que será que eu falei
Dá pra ver nessa hora que o amor só se mede depois do prazer


Fica dentro do meu peito sempre uma saudade
Só pensando no teu jeito eu amo de verdade
E quando o desejo vem é teu nome que eu chamo
Posso até gostar de alguém, mas é você que eu amo

Vou falar que é amor
Vou jurar que é paixão
E dizer o que eu sinto
Com todo o carinho pensado em você

Vou fazer o que for
E com toda a emoção
A verdade é que eu minto
Que eu vivo sozinho, não sei te esquecer

E depois acabou, ilusão que eu criei
Emoção foi embora e a gente só pede pro tempo correr
Já não sei quem amou, que será que eu falei
Dá pra ver nessa hora que o amor só se mede depois do prazer


Fica dentro do meu peito sempre uma saudade
Só pensando no teu jeito eu amo de verdade
E quando o desejo vem é teu nome que eu chamo
(É teu nome que eu chamo)
Posso até gostar de alguém mas é você que eu amo
(Você que eu amo)

Fica dentro do meu peito sempre uma saudade (saudade)
Só pensado no teu jeito eu amo de verdade
E quando o desejo vem é teu nome que eu chamo
(É teu nome que eu chamo)
Posso até gostar de alguém mas é você que eu amo
(Você que eu amo)

Fica dentro do meu peito sempre uma saudade... saudade...


Composição: Sergio Caetano, Chico Roque




segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Por Onde Andei - Nando Reis




Desculpe
Estou um pouco atrasado
Mas espero que ainda dê tempo
De dizer que andei
Errado e eu entendo

As suas queixas tão justificáveis
E a falta que eu fiz nessa semana
Coisas que pareceriam óbvias
Até pra uma criança

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava...

Amor eu sinto a sua falta
E a falta
É a morte da esperança
Como um dia
Que roubaram o seu carro
Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava..

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava...



Composição: Nando Reis



Fogo e Paixão - Nando Reis






Você é luz, é raio estrela e luar
Manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô
Você é sim, e nunca meu não
Quando tão louca
Me beija na boca e me ama no chão

Me suja de carmin
me põe na boca um mel
Louca de amor, me chama de céu
E quando sai de mim
leva meu coração
Você é fogo, eu sou paixão




composição: Nando Reis



De Noite Na Cama - (com Erasmo Carlos) Nando Reis





De noite na cama, eu fico pensando
Se você me ama ... E quando
Se você me ama, eu fico pensando
De noite na cama ... E quando
De dia eu faço graça
Pra não dar bandeira
Não deixo você ver
De dia o tempo passa como brincadeira
Por longe de você
Por onde você mora
Para e se demora
Por hora não vou ter
Coragem de dizer
Mas há de ver a hora
... Se você for embora
Agora
De noite na cama, eu fico pensando
Se você me ama e quando
Se você me ama, eu fico pensando
De noite na cama e quando



Composição: Caetano Veloso



Luz Dos Olhos - Nando Reis




Ponho os meus olhos em você
Se você está
Dona dos meus olhos é você
Avião no ar
Um dia pra esses olhos sem te ver
É como chão no mar
Liga o rádio à pilha, a TV
Só pra você escutar
A nova música que eu fiz agora
Lá fora a rua vazia chora...

Os meus olhos vidram ao te ver
São dois fãs, um par
Pus nos olhos vidros prá poder
Melhor te enxergar
Luz dos olhos para anoitecer
É só você se afastar
Pinta os lábios para escrever
A sua boca em minha...
Que a nossa música eu fiz agora
Lá fora a lua irradia a glória

E eu te chamo, eu te peço: Vem!
Diga que você me quer
Porque eu te quero também!

Faço as pazes lembrando
Passo as tardes tentando
Lhe telefonar
Cartazes te procurando
Aeronaves seguem pousando
Sem você desembarcar
Pra eu te dar a mão nessa hora
Levar as malas pro fusca lá fora...

E eu vou guiando
Eu te espero, vem...
Siga onde vão meus pés
Que eu te sigo também.
Porque eu te amo!
E eu berro: Vem!
Grita que você me quer
Porque eu te quero também!
Hei! Hei!.



Composição: Nando Reis



domingo, 1 de novembro de 2009

Essa Noite Não - Lobão




A cidade enlouquece sonhos tortos
Na verdade nada é o que parece ser
As pessoas enlouquecem calmamente
Viciosamente, sem prazer

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

As cortinas transparentes não revelam
O que é solitude, o que é solidão
Um desejo violento bate sem querer
Pânico, vertigem, obsessão

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

Tá sozinha, tá sem onda, tá com medo
Seus fantasmas, seu enredo, seu destino
Toda noite uma imagem diferente
Consciente, inconsciente, desatino

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não


Composição: Lobão,Bernardo Vilhena,Ivo Meirelles,Daniele Daumérie









Blá Blá Blá Eu Te Amo - Lobão





Ela adora me fazer
De otário
Para entre amigas
Ter o que falar
É a onda da paixão
Paranóica!
Praticando sexo
Como jogo de azar...

Uma noite ela me disse
"Quero Me Apaixonar"
Como quem pede desculpas
Pra si mesmo
A paixão não tem nada a ver
Com a vontade
Quando bate é o alarme
De um louco desejo...

Não dá para controlar
Não dá!
Não dá prá planejar
Eu ligo o rádio
E blá, blá
Blá, blá, blá, blá
Eu te amo!
Não dá para controlar
Não dá!
Não dá prá planejar
Eu ligo o rádio
E blá, blá...
Je t’aime, mon amour

Sua vida burguesa
É uma merda
Um roteiro de intrigas
Prá Fellini fumar
Cercada de maus elementos
Pessoas chatas, feias, bobas e burras
Ninguém pensaria
Que ela quer fuder...

Reconheço que ela
Me deixa inseguro
Sou louco por ela
E não sei o que falar
O que eu quero é que
Ela quebre a minha rotina
Que fique comigo
Deseje me amar...

Não dá para controlar
Não dá!
Não dá prá planejar
Eu ligo o rádio
E blá, blá
Blá, blá, blá, blá
Eu te amo!
Não dá para controlar
Não dá
Não dá prá planejar
Eu ligo o rádio
E blá, blá, blá, blá
Blá, blá, blá, blá



Composição: Lobão




Me chama - Lobão






Chove lá fora
E aqui tá tanto frio
Me dá vontade de saber...

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama!...

Nem sempre se vê
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...

Tá tudo cinza sem você
Tá tão vazio
E a noite fica
Sem porque...

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama...

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!...

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!...

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...


Composição: Lobão


A Queda - Lobão





Quantos sonhos em sonhos acordo aterrado
A terrores noturnos minha alma se leva
É um insight soturno é o futuro passando

Na velocidade terrível da queda
Na velocidade terrível da queda

Ante o colapso final a vertigem
próximo ao chão a penúltima descoberta
Que a lógica violenta das cores tinge

A velocidade terrível da queda
A velocidade terrível da queda

Como cair do céu é tão simples
Queda que a tudo e a todos transtorna
Ah! as bombas, a chuva, os anjos e seus loucos

O mundo todo na velocidade terrível da queda
O mundo todo na velocidade terrível da queda

Resvalando em abismos um pôr do sol furioso
Que a sensação de perda ao ver exagera
É o desespero vermelho de um apocalipse luminoso

Ejaculado da velocidade terrível da queda
Ejaculado da velocidade terrível da queda

Diante do medo um sorriso aeróbico
Nas bochechas a câimbra de uma alegria incompleta
Nada como um sorriso burro e paranóico

Para não perceber a velocidade terrível da queda
Para não perceber a velocidade terrível da queda


Composição: Lobão,Bernado Vilhena







domingo, 25 de outubro de 2009

Agua Caliente - Martinha






No Puedo negar, aunque quiera,
que un día fui tuyo;
instantes felices no dejo
que el tiempo destruya.
No puedo alejarme de ti,
ni tampoco lo intento;
haré de este día en mi vida
un eterno momento.


Ahora eres parte de mi
y de mi corta historia,
tu tierna manera de amar
ya la sé de memoria,
está bien guardada en mi mente
y en mi cuerpo entero;
y sabes que aún no te digo
que yo puedo y quiero.


Quiero al beber tu veneno
embriagarme de suerte;
quiero al momento de amarte
acercarme a la muerte.
Quiero entre sábanas blancas
hacerte volar y suavemente,
quiero correr por tu cuerpo
como agua caliente.


Ahora ya sé tus deseos,
tus miedos, tus sueños.
Ahora conozco también
tus defectos pequeños
estás bien guardada en mi mente
y en mi cuerpo entero;
y sabes que aún no te digo
que yo a ti... ¡te quiero!


Quiero al beber tu veneno
embriagarme de suerte;
quiero al momento de amarte
acercarme a la muerte.
Quiero entre sábanas blancas
hacerte volar y suavemente,
quiero correr por tu cuerpo
como agua caliente.


Composição: Martinha



Que Homem É Esse - Martinha




Que homem é esse
Porque que que ele veio
O que que ele tem

Que homem é esse
Que mexe comigo
De onde ele vem

Que homem é esse
Que mal me conhece
E já amanhece em meus braços assim

Que homem é esse
Que cara bonito
Eu mal acredito que seja pra mim

Que homem é esse
Que me deixa tonta
Feliz ao sentir todo o seu bem querer

Que homem é esse
Que tem no sorriso
Um jeito preciso de me convencer

Que homem é esse
Que eu tanto anseio
E invadiu em cheio a minha ilusão

Que homem é esse
Que tanto oferece
Ele bem que merece a minha paixão

Que homem é esse
Que coisa tão boa
Mudou minha vida e diz que me quer
Não sei se é verdade ou se é mentira àtoa
Só sei que esse homem me faz mais mulher

Que homem é esse
Que coisa tão boa
Mudou minha vida e diz que me quer
Não sei se é verdade ou se é mentira atoá
Só sei que esse homem me faz mais mulher

Composição: desconhecido




Eu Te Amo Mesmo Assim - Martinha




Vieram me contar que você diz que não me quer
Mas que você me tem a hora que você quiser
Que sou apaixonada e você tem pena de mim
Não ligo e só respondo que eu te amo mesmo assim

Fiquei até sabendo de uma outra namorada
E que por causa dela você já não pensa em nada
Eu só não compreendo o que essa gente quer de mim
Não ligo e só respondo que eu te amo mesmo assim

Todo mundo diz que você faz o que bem quer
Mas a mim só interessa mesmo o que você disser
E mesmo que você disser que não gosta de mim
Meu bem ainda respondo que eu te amo mesmo assim

Meu bem ainda respondo que eu te amo mesmo assim


domingo, 18 de outubro de 2009

Começaria tudo outra vez - Simone



.
Começaria tudo outra vez, se preciso fosse meu amor
A chama no meu peito ainda queima, saiba, nada foi em vão
A cuba-libre da coragem em minha mão
A dama de lilás me mechucando o coração
A febre de sentir seu corpo inteiro coladinho ao meu
E então eu cantaria a noite inteira
Como eu já cantei e cantarei
As coisas todas que já tive, tenho e sei que um dia terei
A fé no que virá e a alegria de poder olhar pra trás

E ver que voltaria com você
De novo a viver nesse imenso salão
Ao som desse bolero, a vida, vamos nós
E não estamos sós, veja meu bem
A orquestra nos espera, por favor
Mais uma vez, recomeçar


Composição: Gonzaga Jr.



Começar De Novo - Simone





Começar de novo
E contar comigo
Vai valer a pena
Ter amanhecido
Ter me rebelado
Ter me debatido
Ter me machucado
Ter sobrevivido
Ter virado a mesa
Ter me conhecido
Ter virado o barco
Ter me socorrido
Começar de novo
E contar comigo
Vai valer a pena
Ter amanhecido
Sem as tuas garras
Sempre tão seguras
Sem o teu fantasma
Sem tua moldura
Sem tuas escoras
Sem o teu domínio
Sem tuas esporas
Sem o teu fascínio
Começar de novo
E contar comigo
Vai valer a pena
Ter amanhecido
Sem as tuas garras
Sempre tão seguras
Sem o teu fantasma
Sem tua moldura
Sem tuas escoras
Sem o teu domínio
Sem tuas esporas
Sem o teu fascínio
Começar de novo
E contar comigo
Vai valer a pena
Já ter te esquecido


Composição: Ivan Lins / Vitor Martins





O que será - Simone




E todos os meu nervos estão a rogar
E todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo
O que será que lhe dá
O que será meu nego, será que lhe dá
Que não lhe dá sossego, será que lhe dá
Será que o meu chamego quer me judiar
Será que isso são horas dele vadiar
Será que passa fora o resto da dia
Será que foi-se embora em má companhia
Será que essa criança quer me agoniar
Será que não se cansa de desafiar
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite
O que será que será
Que dá dentro da gente, que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de um folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os unguentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
E nem todos os santos, será que será
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem juízo


Composição: Chico Buarque



As Curvas da Estrada de Santos - Simone






Se você pretende saber quem eu sou

Eu posso lhe dizer

Entre no meu carro na estrada de Santos

E você vai me conhecer
Você vai pensar que eu não gosto nem mesmo de mim
E que na minha idade só a velocidade

Anda junto a mim
Só ando sozinho
E no meu caminho o tempo é cada vez menor
Preciso de ajuda
Por favor me acuda
Eu vivo muito só
Se acaso numa curva eu me lembro do meu mundo
Eu piso mais fundo
Corrijo num segundo
Não posso parar
Eu prefiro as curvas da estrada de Santos
Onde eu tento esquecer
Um amor que eu tive
E vi pelo espelho na distância se perder
Mas se o amor que eu perdi eu novamente encontrar
As curvas se acabam
E na estrada de Santos não vou mais passar
Não, não vou mais passar



Composição: Roberto Carlos e Erasmo Carlos


quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Vou Ficar Nu Pra Chamar Sua Atenção - Erasmo Carlos





Todas as vezes que você passa e nem me vê
Fico pensando no que eu faria pra ter você
Pra ter você de qualquer forma
De qualquer jeito, qualquer maneira
Você nem sabe que eu estou ficando infeliz
Não posso mais guardar comigo os versos que eu já fiz
Pra lhe dizer do meu amor
Também fui eu quem lhe mandou aquela flor
Vivo fazendo milhões de coisas
Qualquer loucura pra ter você
E os dias passam correndo vou acabar lhe perdendo
Preciso descobrir um jeito
De chamar sua atenção
O meu melhor sorriso eu dei você não viu
Gritei seu nome mas nem assim você me ouviu
Por mais que eu faça não adianta
Você nem nota minha existência
E os dias passam correndo e de esperar vou morrendo
Vou acabar ficando nu pra chamar sua atenção
Vou acabar ficando nu pra chamar sua atenção


 Composição: Erasmo Carlos, Roberto Carlos




quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A Loba Alcione






Sou dôce, dengosa, polida
Fiel como um cão
Sou capaz de te dar
Minha vida...

Mas olha
Não pise na bola
Se pular a cêrca
Eu detono
Comigo não rola...

Sou de me entregar
De corpo e alma na paixão
Mas não tente nunca
Enganar meu coração
Amor prá mim
Só vale assim
Sem precisar pedir perdão...

Adoro sua mão atrevida
Seu toque, seu simples olhar
Já me deixa despida
Mas saiba que eu
Não sou boba
Debaixo da pele de gata
Eu escondo uma loba...

Quando estou amando
Eu sou mulher de um homem só
Desço do meu salto
Faço o que te der prazer
Mas, oh! meu rei
A minha lei
Você tem que saber...

Sou mulher de te deixar
Se você me trair
E arranjar um novo amor
Só pra me distrair...

Me balança mas não me destrói
Porque chumbo trocado não dói
Eu não como na mão
De quem brinca
Com a minha emoção...

Sou mulher capaz de tudo
Prá te ver feliz
Mas também sou de cortar
O mal pela raiz...

Não divido você com ninguém
Não nasci prá viver num harém
Não me deixe saber
Ou será bem melhor prá você
Me esquecer...

Adoro sua mão atrevida
Seu toque, seu simples olhar
Já me deixa despida
Mas saiba que eu
Não sou boba
Debaixo da pele de gata
Eu escondo uma loba...

Quando estou amando
Eu sou mulher de um homem só
Desço do meu salto
Faço o que te der prazer
Mas, oh! meu rei
A minha lei
Você tem que saber...

Sou mulher de te deixar
Se você me trair
E arranjar um novo amor
Só prá me distrair...

Me balança mas não me destrói
Porque chumbo trocado não dói
Eu não como na mão
De quem brinca
Com a minha emoção...

Sou mulher capaz de tudo
Prá te ver feliz
Mas também sou de cortar
O mal pela raiz...

Não divido você com ninguém
Não nasci prá viver num harém
Não me deixe saber
Ou será bem melhor prá você...

Sou mulher capaz de tudo
Prá te ver feliz
Mas também sou de cortar
O mal pela raiz...

Não divido você com ninguém
Não nasci prá viver num harém
Não me deixe saber
Ou será bem melhor prá você
Me esquecer...


Composição: Paulinho Rezende, Juninho Peralva

Alem da cama - Alcione





De amor eu não morro
O que eu posso
É chorar de saudade
Mas depois
Vou tentar refazer
Minha felicidade...

Entreguei
Minha vida a você
E você jogou fora
Fez de mim o que quis
Me usou
E depois foi embora...

Deixa o tempo passar
Você vai perceber
Que fazendo o que fez
Só jogou prá perder
Vai lembrar dos momentos
Que a gente viveu
Que ninguém
Te amou como eu...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
É o lado mais puro
Mais angelical
É o cheiro, é a pele
É o lado animal...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
As loucuras de amor
Que a gente já fez
Dava tudo de mim
Prá fazer outra vez...

E aí, pode ser
Que o meu mundo
Não tenha mudado
Mas também pode ser
Que outro alguém
Já esteja ao meu lado...

Escutando as palavras
De amor, que você me dizia
Desfrutando de todos os sonhos
Que eu te oferecia...

Ocupando o espaço
Que você deixou
Aceitando a paixão
Que você renegou
Eu ainda te amo
Eu te quero demais
Meu amor
Veja bem o que faz...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
É o lado mais puro
Mais angelical
É o cheiro, é a pele
É o lado animal...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
As loucuras de amor
Que eu quis te fazer
Dava tudo de mim
Prá fazer outra vez...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
É o lado mais puro
Mais angelical
É o cheiro, é a pele
É o lado animal...

Eu te quero além da cama
Eu te amo de verdade
As loucuras de amor
Que eu quis te fazer
Dava tudo de mim
Prá fazer outra vez...

Eu te quero além da cama...


Composição: Michael Sullivan, Carlos Colla

Anunciação - Nós 4





Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo peito nu cabelo ao vento
E o sol quarando nossas roupas no varal
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
E eu não duvido já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais


Composição: Alceu Valença

Desafio - Belo





Já virou desafio
Me apossar do teu corpo
Teu olhar é tão frio
Só me deixa nervoso

Sensação de vazio
Nesse quarto sombrio
Quando olho seu rosto

Sou bicho no cio
Tão carente na cama
Chega dar calafrio
Esqueceu que me ama

Já virou desafio
Nesse quarto sombrio
Acabar com esse drama

Amor, senta aqui no meu colo
Desta vez eu imploro... eu imploro
Amor, faz as pazes comigo
Nosso amor é tão lindo... é tão lindo

Composição: Délcio Luiz, Adalto Magalha

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Armário - Zeca Baleiro





Lembro quando você me falou,
dentro do armário,
só tem bolor e naftalina.
Vem já pra fora, meu bem,
que só aqui é que tem,
calor e adrenalina.

Voltei pra casa,
parei na porta,
pensei um pouco...
Nem morta!

Não posso, não posso,
já falei que eu não posso,
não é que eu não queira,
mas é tão difícil pra mim.

É claro que eu quero,
quero mais que tudo,
mas sinto tanto medo,
um medo absurdo!

Medo dos vizinhos,
medo da mommy,
medo do daddy,
e do meu irmão,
que já foi skinhead.

Oh, meu amor,
ninguém me faz tão feliz,
ninguém me fez tanto bem...

Mas já que eu não posso sair do armário,
peço que você entre no armário também...

Não posso, não posso,
já falei que eu não posso,
não é que eu não queira,
mas é tão difícil pra mim.

É claro que eu quero,
quero mais que tudo,
mas sinto tanto medo,
um medo absurdo!

Medo dos vizinhos,
medo da mommy,
medo do daddy,
e do meu irmão,
Que já foi skinhead.

Oh, meu amor,
você é tudo de bom,
ninguém me fez tanto bem...

Mas já que eu não posso sair do armário,
Peço que você entre no armário também...


Composição: Zeca Baleiro

Azulejo - Zeca Baleiro




Era uma bela, era uma tarde, o casaril.
Era um cenário de um poema de Goulart
Tão de repente ela sumiu numa viela
Eu no sobrado ví uma sombra em seu lugar
Cada azulejo da cidade ainda recorda
E cada corda onde tanjo a minha dor
No alaúde da saudade, num velho banjo, num bandolim chorando o fim do nosso amor.

A primavera bem virá depois do inverno
A flora em festa nos trará outro verão
Eu fecho a casa do adeus ao gelo eterno
Vou viver de brisa, arder em brasa no calor do Maranhão.
composição: Zeca Baleiro

Tem Que Acontecer - Zeca Baleiro




Não fui eu nem Deus não foi você nem foi ninguém
Tudo o que se ganha nessa vida é pra perder
Tem que acontecer
Tem que ser assim
Nada permanece inalterado até o fim
Se ninguém tem culpa não se tem condenação
Se o que ficou do grande amor é solidão
Se um vai perder outro vai ganhar
É assim que eu vejo a vida e ninguém vai mudar

Eu daria tudo
Pra não ver você cansada
Pra não ver você calada
Pra não ver você chateada
Cara de desesperada
Mas não posso fazer nada
Não sou Deus nem sou Senhor

Eu daria tudo
Pra não ver você chumbada
Pra não ver você baleada
Pra não ver você arreada
A mulher abandonada
Mas não posso fazer nada
Eu sou um compositor popular

Eu daria tudo
Pra não ver você zangada
Pra não ver você cansada
Pra não ver você chateada
Cara de desesperada
Mas não posso fazer nada
Não sou Deus nem sou Senhor

Eu daria tudo
Pra não ver você chumbada
Pra não ver você baleada
Pra não ver você arreada
A mulher abandonada
Mas não posso fazer nada
Sou só um compositor popular

Composição: Sérgio Sampaio

Minha Casa - Zeca Baleiro




É mais fácil
Cultuar os mortos
Que os vivos
Mais fácil viver
De sombras que de sóis
É mais fácil
Mimeografar o passado
Que imprimir o futuro...

Não quero ser triste
Como o poeta que envelhece
Lendo Maiakóvski
Na loja de conveniência
Não quero ser alegre
Como o cão que sai a passear
Com o seu dono alegre
Sob o sol de domingo...

Nem quero ser estanque
Como quem constrói estradas
E não anda
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas
Quero no escuro
Como um cego tatear
Estrelas distraídas...

Amoras silvestres
No passeio público
Amores secretos
Debaixo dos guarda-chuvas
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar
Tempestades que não param
Pára-raios quem não tem
Mesmo que não venha o trem
Não posso parar...

Veja o mundo passar
Como passa
Uma escola de samba
Que atravessa
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Pergunto onde estão
Teus tamborins?
Sentado na porta
De minha casa
A mesma e única casa
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei
A casa onde eu sempre morei...
composição: Zeca Baleiro

Mondo Muderno - Jay Vaquer




Tudo que faço é pra mim
Até a bondade que ofereço
Fui evoluindo assim
Pra conseguir o que mereço

Questão de sobrevivência
Quem falou em decência ?
Passo por cima pra ninguém me atropelar
O que é que há?sai pra lá!
O seu vem depois, muito natural
Depois, se sobrar tempo,meu caro
Vou ser a pessoa mais legal
Se restar alguma migalha, fui claro?

Depois, se sobrar espaço
Ninguém é de ferro
Ninguém é de aço
E é no berro que faço
O diacho pra garantir o meu
Compreendeu?
Com certeza
A seleção natural é da natureza
Então por gentileza
Vê se não cansa a beleza
E responda a seguinte questão :

Você é diferente?
Não é assim?
A gente logo sente
Quem é ruim
Você, madre teresa
Uma bondade só
Vai ensinar ao mundo
Um amor maior
No mondo muderno
No mondo muderno
Anúncios Google
MP3 Grátis no celular?
Pegue Música Grátis Aqui As melhore

Composição: Jay Vaquer

Você Não Me Conhece - Jay Vaquer



Você me quer bem
Quando eu tô legal
Te incomoda por quê?
Me faz bem
Pra jogar na cara
O que acabou de fazer

Me deprime, me derruba
E depois reza por mim
E o meu crime, apagar as velas antes do fim

Você começa esse jogo chato e eu acabo
Manda seu boeing na torre, não desabo
Desfila sua vida cor-de-rosa e eu caso
Com o diabo...
Na sua irônia burra, dou cabo
Meu bem, nem tô passando pires, nem babo
Enfia sua vida cor-de-rosa no rabo
Pro diabo...

Você não me conhece
Mas me ama pra sempre porque te convém
E desaparece
Se pinta outro atalho
Não sou mais ninguém

Me deprime, me derruba
E depois reza por mim
E o meu crime, apagar as velas antes do fim

Quem nunca confere no que pode estar além?
Quem com o ferro não fere, será ferido também!

Você não me conhece
Anúncios Google
Aula Particular OnLine

Composição: Jay Vaquer

Tal do Amor - Jay Vaquer





Às vezes me sinto a peça faltando em você
Às vezes me sinto à beça, você nem merece ter

Às vezes me sinto um castigo,uma praga, sua maldição
Às vezes me sinto um abrigo,uma graça, sua salvação

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador

Às vezes me sinto um ódio sobrando em você
Às vezes me sinto um país que você nunca vai conhecer

Às vezes me sinto arriado nos quatro pneus
Às vezes me sinto nomeado interino de Deus

Mas se me desmantelo ao acaso
Logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor
8 e 80 por ruas estreitas do pensamento
De todo bom jogador

E se a gente perder
Que seja derrota suada, sofrida, roubada...
De mão beijada nem a pau!
E se a gente ganhar
Que seja vitória disputada, merecida, conquistada...
Vou pro pau!
Apostar na parte bacana do tal do amor
Do tal do amor
Composição: Jay Vaquer

sábado, 3 de outubro de 2009

Xuxuzinho - Rita Lee





Procuro um gato, nesse mundo cão
Um candidato à vaga do meu coração!
Não precisa ser rico, basta me amar
Mas se tiver alguns dólares, não vou chorar!

Papai do Céu, me dá um namorado
Lindo, fiel, gentil e tarado
Xuxu, xuxuzinho
Par de vaso
Minha uva, meu vinho

Um piquenique numa ilha
Hulla-hulla, maravilha
Sem telefone, sem ninguém
You Tarzan, Me Jane
Um anel no dedo
Um marido na mão
Eu Dalila, ele Sansão

Josefina e Napoleão
Eu Isolda, ele Tristão
Maria Bonita e Lampião
Eu a mina, ele o rei Salomão
Eu Cosme, ele Damião

Xuxuzinho, xuxuzinho
Minha uva, meu vinho!

Composição: Roberto De Carvalho

Amor E Sexo - Rita Lee




Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte...

Amor é pensamento
Teorema
Amor é novela
Sexo é cinema..

Sexo é imaginação
Fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia...

O amor nos torna
Patéticos
Sexo é uma selva
De epiléticos...

Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Oh! Oh! Uh!

Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom
Amor é do bem...

Amor sem sexo
É amizade
Sexo sem amor
É vontade...

Amor é um
Sexo é dois
Sexo antes
Amor depois...

Sexo vem dos outros
E vai embora
Amor vem de nós
E demora...

Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Oh! Oh! Oh!

Amor é isso
Sexo é aquilo
E coisa e tal!
E tal e coisa!
Uh! Uh! Uh!
Ai o amor!
Hum! O sexo!


Composição: Rita Lee,Roberto de Carvalho, Arnaldo Jabor

Agora só falta você - Rita Lee




Um belo dia resolvi mudar
E fazer tudo o que eu queria fazer
Me libertei daquela vida vulgar
Que eu levava estando junto a você

E em tudo que eu faço
Existe um porquê

Eu sei que eu nasci
Sei que eu nasci pra saber

E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe telefonar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

No ar que eu respiro, uu
Eu sinto prazer

De ser quem eu sou
De estar onde estou

Agora só falta você, iê, iê
Agora só falta você, aaa...
Agora só falta você, iê, iê
Agora só falta você, au!

Composição: Rita Lee, Luís Sérgio Carlini

2001 - Rita Lee




Astronauta libertado
Minha vida me ultrapassa
Em qualquer rota que eu faça
Dei um grito no escuro
Sou parceiro do futuro
Na reluzente galáxia

Eu quase posso palpar , a minha vida que grita
Emprenha e se reproduz, na velocidade da luz
A cor do céu me compõe, o mar azul me dissolve
A equação me propõe, computador me resolve
Aahhh

Amei a velocidade, casei com 7 planetas
Por filho cor e espaço , não me tenho nem me faço
A rota do ano luz, calculo dentro do passo
Minha dor é cicatriz, minha morte não me quis

Nos braços de 2000 anos, eu nasci sem ter idade
Sou casado, sou solteiro, sou baiano, estrangeiro
Meu sangue é de gasolina, correndo não tenho mágoa
Meu peito é de sal de fruta, fervendo num copo d''''água

Composição: Tom Zé / Rita Lee

Acorrentado em Você - Bruno e Marrone




Eu não sei o que é que eu faço
Estou num beco sem saída
Não consigo tirar você da minha vida
Era só uma brincadeira
Era só uma aventura
De repente virou um vício
De repente virou loucura

Eu não sei o que é que eu faço
Por que é que eu fui brincar com fogo
O meu coração se distraiu
E entregou o jogo
Faço tudo que posso eu luto
Pra quebrar essa corrente
Eu me viro até do avesso
Pra parar de pensar na gente

Mas na hora que dá vontade
Não tem jeito eu não me seguro
Na batalha com a saudade
Eu me rendo e te procuro
Já cansei de brigar comigo
E não consigo te esquecer
Eu me sinto acorrentado em você

Composição: Eliaz Muniz

Meu Presente É Você - Bruno e Marrone




Fecho os olhos e fico imaginando,
Como fui deixar fugir das minhas mãos
O amor que eu tanto quis, que sempre sonhei
Que roubou o meu mundo
E agora o que será de mim?
Não quero nem pensar como vai ser

Dia dos namorados
O que é que eu vou fazer?
Com você longe de mim
Vou estar sozinho aqui
Com vontade de você

Meu aniversário
Com quem é que eu vou passar?
Se o meu melhor presente
É ter você presente
Pra gente comemorar

Ah! Não quero mais tristeza
Eu quero ser feliz agora
Saudade e solidão que fiquem da porta pra fora
Eu quero seu abraço nessa noite especial, de natal

Ah! Eu quero ver crianças com o papai noel brincando
Eu quero ver o ano novo com você, chegando
Pra sempre a certeza, nosso amor não tem final

É, sempre existe uma chance pra recomeçar
E o amor pulsa em nossos corações
E faz a gente lembrar
O que eu mais quero

O meu melhor presente
É ter você presente
Pra gente comemorar

Ah! Não quero mais tristeza
Eu quero ser feliz agora
Saudade e solidão que fiquem da porta pra fora
Eu quero seu abraço nessa noite especial, de natal

Ah! Eu quero ver crianças com o papai noel brincando,
Eu quero ver o ano novo com você, chegando
Pra sempre a certeza, nosso amor não tem final

Meu presente é você! Que seja eterno o nosso amor!


Composição: Tivas, Giuliano

Um Bom Perdedor - Bruno e Marrone



Sei que você pensa
Em me deixar
E eu não vou impedir
Siga a sua estrela
Em todo caso
Eu digo que ficarei
Aqui, nesse mesmo lugar
Se quem vai pode um dia voltar
Então esperarei...

E quando alguém
Conquistar o seu amor
Não serei mais
Quem hoje eu sou
Acho que sei perder
Acho que sei perder ...

Já não é preciso disfarçar
Essas lágrimas estão demais
Se é hora de ir
Então vá!
Sim, é claro
Eu esperava te convencer
Mas é bom deixar a água correr
O que importa agora
As palavras
Que eu não pude dizer...

E se o vento hoje sopra
A seu favor, oh! oh!
Eu não guardarei rancor...

Acho que sei perder
E não será a primeira vez
Hoje é você
Amanhã será quem for, for
Serei um bom perdedor
E meu mundo não vai mudar
Até que alguém ocupe seu lugar
Ah! Ah!...

Sim, é claro
Eu esperava te convencer
Mas é bom deixar a água correr
O que importa agora
As palavras
Que eu não pude dizer...

E se o vento hoje sopra
A seu favor, oh!
Eu não guardarei rancor...

Acho que sei perder
E não será a primeira vez
Hoje é você
Amanhã será quem for, for
Serei um bom perdedor
E meu mundo não vai mudar
Até que alguém ocupe seu lugar
Ah! Ah! Ah!

Serei um bom perdedor
E meu mundo não vai mudar
Até que alguém
Ocupe o seu lugar
Ah! Ah!

Sei que você pensa
Em me deixar
E eu não vou impedir
Siga a sua estrela!

Composição: Franco de Vitta, Cláudio Rabello

A Solidão é uma Ressaca - Bruno e Marrone




Hoje!
Quando eu acordei
Olhei prá mim e perguntei
Aonde foi que eu me perdi?
Sozinho!
Eu saí da casa dela
Acho que briguei com ela
Lembro que foi bem assim
Depois que brigamos
Fui embora
Decidi naquela hora
Tomar uma prá esquecer
Coração apaixonado
Mais bandido
Encontrou outro ferido
E era linda de morrer...

Eu nem me lembro
Como foi que terminou
Se a gente fez amor
Ou só falou de solidão
Só sei que agora
Eu estou tão dividido
Acordei fiquei perdido
Com o coração na mão
Tanta paixão
Loucura que não passa
Amor bandido e solidão
É uma ressaca
Tanta paixão
Loucura que não passa
Amor bandido e solidão
É uma ressaca..


Composição: Bruno,Rafael Dias

,center>

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Vermelho - Fafá de Belém




A côr do meu batuque
Tem o toque, tem o som
Da minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O velho comunista se aliançou
Ao rubro do rubor do meu amor
O brilho do meu canto tem o tom
E a expressão da minha côr
Vermelho!...

A côr do meu batuque
Tem o toque, tem o som
Da minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O velho comunista se aliançou
Ao rubro do rubor do meu amor
O brilho do meu canto tem o tom
E a expressão da minha côr
Meu coração!...

Meu coração é vermelho
Hei! Hei! Hei!
De vermelho vive o coração
He Ho! He Ho!
Tudo é garantido
Após a rosa vermelhar
Tudo é garantido
Após o sol vermelhecer...

Vermelhou o curral
A ideologia do folclore
Avermelhou!
Vermelhou a paixão
O fogo de artifício
Da vitória vermelhou...

A côr do meu batuque
Tem o toque, tem o som
Da minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O velho comunista se aliançou
Ao rubro do rubor do meu amor
O brilho do meu canto tem o tom
E a expressão da minha côr
Vermelho!...

A côr do meu batuque
Tem o toque, tem o som
Da minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O velho comunista se aliançou
Ao rubro do rubor do meu amor
O brilho do meu canto tem o tom
E a expressão da minha côr
(Vermelho!)
Meu coração!...

Meu coração é vermelho
Hei! Hei! Hei!
De vermelho vive o coração
He Ho! He Ho!
Tudo é garantido
Após a rosa vermelhar
Tudo é garantido
Após o sol vermelhecer...

Vermelhou o curral
A ideologia do folclore
Avermelhou!
Vermelhou a paixão
O fogo de artifício
Da vitória vermelhou...


Composição: Chico da Silva


Do Fundo do Meu Coração - Fafá de Belém




Eu, cada vez que vi voce chegar
Me faz sorrir e me deixar
Decidido eu disse nunca mais
Mas, novamente estúpido provei
Desse doce amargo quando eu sei
Cada volta sua o que me faz

Vi todo meu orgulho em sua mao
Deslizar, se espatifar no chão
Vi o meu amor tratado assim
Mas, basta agora o que voce me fez
Acabe com essa droga de uma vez
Nao volte nunca mais pra mim

Mais uma vez aqui
Olhando as cicatrizes desse amor
Eu vou ficar aqui
E sei que vou chorar a mesma dor
Agora eu tenho que saber
O que é viver sem voce

Eu, toda a vez que vi voce voltar
Eu pensei que fosse pra ficar
E mais uma vez falei que sim
Mas,ja depois te tanta solidao
Do fundo do meu coraçao
Nao volte nunca mais pra mim

Mais uma vez aqui
Olhando as cicatrizes desse amor
Eu vou ficar aqui
E sei que vou chorar a mesma dor

Se voce me perguntar se ainda é seu
Todo meu amor, eu sei que eu
Certamente vou dizer que sim
Mas ja depois de tanta solidao
Do fundo do meu coraçao
Nao volte nunca mais pra mim

Do fundo do meu coraçao
Nao volte nunca mais pra mim


Amor da Minha Vida - Fafá de Belém




Amor da minha vida
Que faço sem você
Por onde você anda
Eu tenho que saber

Me diz com quem esteve
Com quem você falou
Me conta que não gosta
Das bocas que beijou

Amor da minha vida
Eu tenho que te ver
Das noites mal dormidas
Preciso de você

Será que outra pessoa
Te dá o que eu te dei
Será que alguém te ama
Do jeito que eu te amei

Dói
Me dói aqui por dentro
Sonhando tantas coisas
Que deixamos de viver

Dói
Você me esquecendo
E eu aqui sofrendo
Com saudade de você

Dói
Saber que ainda te amo
Saber que ainda te chamo
E que você não está aqui

Dói
Saber que tudo passa
Saber que alguém te abraça
Cada vez que eu vou dormir

Amor da minha vida
Não faz comigo assim
Se você não me liga
O que vai ser de mim

Composição: Michael Sullivan/Paulo Massadas


quarta-feira, 30 de setembro de 2009

E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só - Antônio Marcos




Se, a vida inteira,
Você esperou
Um grande amor,
E de triste até chorou,
Sem esperança
De encontrar alguém!

Fique sabendo
Que eu também
Andei sozinho.
E sem ter ninguém pra mim,
Fiquei sem entregar o meu carinho!

Se, na sua estrada,
Não houve flor,
Foi só tristeza, enfim.
E, em cada dia,
Sem ter amor,
Foi tudo tão ruim!

Eu vou, vou confessar, então,
Meu coração,
Não quer mais existir!
E os meus olhos vermelhos
Cansados de chorar querem sorrir!

Ah!
Por isto foi que eu decidi,
Não fico nem mais um minuto aqui,
Eu vou buscar o meu amor,
o meu amor, o meu amor!

Eu, eu nunca tive alguém,
Agora vou olhar você, meu bem!
Guarde o meu coração,
E nunca mais eu vou deixar você tão só!
E nunca mais eu vou deixar você tão só!
E nunca mais eu vou ficar também tão só!

Composição: Antônio Marcos

Se Eu Pudesse Conversar Com Deus - Antônio Marcos




Eu hoje estou tão triste eu precisava tanto conversar com deus
Falar dos meus problemas também lhe confessar tantos segredos meus
Saber da minha vida e perguntar porque ninguém me respondeu
Se a felicidade existe realmente ou é um sonho meu

Meu deus não sei rezar perdoe por favor
Perdi meu tempo aprendendo amar
Alguém que nunca soube o que é o amor

Eu sei que é impossível, mas eu queria tanto conversar com deus
Nestas horas tão tristes só deus me ajudaria a esquecer você
Mas sei que estou errado sou eu quem devo meus problemas resolver
Meu rosto está molhado de lágrimas cansadas de chorar por você

Composição: Nelson Ned

Oração de Um Jovem Triste - Antônio Marcos




Eu tanto ouvia falar em ti
Por isso hoje estou aqui
Eu sempre tive tudo que eu quis
Mas te confesso não sou feliz
Calça apertada de cinturão
Toco guitarra faço canção
Mas quando eu tento me procurar
Eu não consigo me encontrar
Escondo o rosto com as mãos
E uma tristeza imensa me invade o coração
Já, já não sou capaz de amar
E a felicidade cansei de procurar ...ah ...ah
Por isso venho buscar em ti
O que não tenho o que perdi
Vestido em ouro te imaginei
E tão humilde te encontrei
Cabelos longos iguais aos meus
Tú és o cristo, filho de deus
Tanta ternura em teu olhar
Tua presença me faz chorar
Eu ergo os olhos para o céu
E a luz do teu amor me deixa tão feliz
Se, se jamais acreditei
Perdoa-me senhor pois hoje te encontrei ...ei ...ei

Composição: Alberto Luiz

São Francisco - Ney Matogrosso




Lá vai São Francisco
Pelo caminho
De pé descalço
Tão pobrezinho
Dormindo à noite
Junto ao moinho
Bebendo a água
Do ribeirinho.

Lá vai São Francisco
De pé no chão
Levando nada
No seu surrão
Dizendo ao vento
Bom dia amigo
Dizendo ao fogo
Saúde irmão.

Lá vai São Francisco
Pelo caminho
Levando ao colo
Jesuscristinho
Fazendo festa
No menininho
Contando histórias
Pros passarinhos.

Lá vai São Francisco
Pelo caminho.

Ney Matogrosso

Mulheres de Atenas - Ney Matogrosso




Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Vivem pr'os seus maridos
Orgulho e raça
De Atenas!...

Quando amadas se perfumam
Se banham com leite
Se arrumam
Suas melenas...

Quando fustigadas não choram
Se ajoelham, pedem, imploram
Mais duras penas
Cadenas!...

Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Guardam-se pr'os maridos
Poder e força
De Atenas!...

Quando eles embarcam soldados
Elas tecem longos bordados
Mil quarentenas
E quando eles voltam sedentos
Querem arrancar violentos
Carícias plenas
Obsenas!...

Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Despem-se pr'os maridos
Bravos guerreiros
De Atenas!...

Quando eles se entopem de vinho
Costumam buscar o carinho
De outras falenas
Mas no fim da noite, aos pedaços
Quase sempre voltam pr'os braços
De suas pequenas
Helenas!...

Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Geram pr'os seus maridos
Os novos filhos
De Atenas!...

Elas não tem gosto ou vontade
Nem defeito, nem qualidade
Têm medo apenas
Não tem sonhos
Só tem presságios
O seu homem, mares, naufrágios
Lindas sirenas
Morenas!...

Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Temem por seus maridos
Heróis e amantes
De Atenas!...

As jovens viúvas marcadas
E as gestantes abandonadas
Não fazem cenas
Vestem-se de negro
Se encolhem
Se conformam e se recolhem
As suas novenas
Serenas!...

Mirem-se no exemplo
Daquelas mulheres
De Atenas!
Secam por seus maridos
Orgulho e raça
De Atenas!...

Composição: Chico Buaque de Hollanda

Homem com H - Ney Matogrosso




Nunca vi rastro de cobra
Nem couro de lobisomem
Se correr o bicho pega
Se ficar o bicho come
Porque eu sou é home
Porque eu sou é home
Menino eu sou é home
Menino eu sou é home
E como sou!...

Quando eu estava prá nascer
De vez em quando eu ouvia
Eu ouvia a mãe dizer:
"Ai meu Deus como eu queria
Que essa cabra fosse home
Cabra macho prá danar"
Ah! Mamãe aqui estou eu
Mamãe aqui estou eu
Sou homem com H
E como sou!...

Nunca vi rastro de cobra
Nem couro de lobisomem
Se correr o bicho pega
Se ficar o bicho come
Porque eu sou é home
Porque eu sou é home
Menino eu sou é home
Menino eu sou é home
E como sou!...

Cobra! Home!
Pega! Come!
Porque eu sou é home
Porque eu sou é home
Menina eu sou é home
Menina eu sou é home...

Eu sou homem com H
E com H sou muito home
Se você quer duvidar
Olhe bem pelo meu nome
Já tô quase namorando
Namorando prá casar...

Ah! Maria diz que eu sou
Maria diz que eu sou
Sou homem com H
E como sou!...

Nunca vi rastro de cobra
Nem couro de lobisomem
Se correr o bicho pega
Se ficar o bicho come
Porque eu sou é home
Porque eu sou é home
Menino eu sou é home
Menino eu sou é home
E como sou!...

Cobra! Home!
Pega! Come!...

Nunca vi rastro de cobra
Nem couro de lobisomem
Se correr o bicho pega
Se ficar o bicho come
Porque eu sou é home
Porque eu sou é home
Menino eu sou é home
Menino eu sou é home...

Ney Matogrosso

Bandido Corazón - Ney Matogrosso




Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido corazón
No puedo controlar

Quero te pedir minhas desculpas
Isso sempre acontece
Tenho um coração que é desvairado
E nunca me obedece
Eu já sou um cara meio estranho
Alguém me disse isso uma vez
Meu coração é de cigano
Mas o que salva é a minha insensatez

Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido corazón
No puedo controlar

Eu que sempre fui chegado
Ao romance e aventura
Eu talvez seja condenado
A viver perto da loucura
Por isso quero te pedir minhas desculpas
Eu canto mais uma vez
Meu coração é desvairado, eu sei
Mas o que estraga é a sua timidez

Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido..

composição: Rita Lee

Bandido Corazón - Ney Matogrosso

Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido corazón
No puedo controlar

Quero te pedir minhas desculpas
Isso sempre acontece
Tenho um coração que é desvairado
E nunca me obedece
Eu já sou um cara meio estranho
Alguém me disse isso uma vez
Meu coração é de cigano
Mas o que salva é a minha insensatez

Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido corazón
No puedo controlar

Eu que sempre fui chegado
Ao romance e aventura
Eu talvez seja condenado
A viver perto da loucura
Por isso quero te pedir minhas desculpas
Eu canto mais uma vez
Meu coração é desvairado, eu sei
Mas o que estraga é a sua timidez

Bandido, bandido corazón
No deja de te amar
Bandido, bandido..

composição: Rita Lee

Mesmo Que Seja Eu - Ney Matogrosso




Sei que você fez os seus castelos
E sonhou ser salva do dragão
Desilusão meu bem
Quando acordou estava sem ninguém
Sozinha no silêncio do seu quarto
Procura a espada do seu salvador
Que no sonho se desespera
Jamais vai poder livrar você da fera
Da solidão
Com a força do meu canto
Esquento o seu quarto prá secar seu pranto
Aumenta o rádio me dê a mão
Filosofia é poesia que dizia a minha vó
Antes mal acompanhada do que só
Você precisa de um homem pra chamar de seu
Mesmo que esse homem seja eu
Um homem prá chamar de seu

Composição: Erasmo Carlos, Roberto Carlos